John Milne Albuquerque Forman II

Entrevista

John Milne Albuquerque Forman II

Entrevista realizada no contexto do projeto “Memória Histórica e Estratégica da Energia Nuclear no Brasil”, desenvolvido pelo CPDOC/FGV com financiamento da FINEP, entre setembro de 2009 e setembro de 2011. O projeto visa à criação de um banco de entrevistas com pessoas de grande expressão na história da energia nuclear no Brasil. Serão realizadas 100 horas de entrevistas, que resultarão na construção dos originais de um livro.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Tatiana Pedro do Coutto
Eduardo de Achilles Mello
Data: 9/2/2011
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h42min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: John Milne Albuquerque Forman
Nascimento: 10/2/1938; Belém; PA; Brasil;

Formação: Formou-se pela Escola de Geologia da Universidade do Brasil - RJ, com especialização em Geologia de Mineração, e é mestre em Ciências pela Universidade de Stanford, Califórnia - USA.
Atividade: Membro da American Academy of Sciences, Washington, USA (1971). Recebeu a ordem do Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores em 1980 com status de oficial. É comendador da ordem nacional do mérito científico do Presidente da República do Brasil desde novembro de 1996. Foi diretor da ANP de 16 de janeiro de 2002 até 15 de janeiro de 2006.

Equipe


Transcrição: Soraya de Oliveira Ferreira Rangel;

Conferência da transcrição: Yasmin Barbosa;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque; Bernardo de Paola Bortolotti Faria;

Sumário: Yasmin Barbosa;

Temas

Acordos e tratados nucleares;
Alemanha;
Argentina;
Atividade profissional;
Carvão;
Ceará;
Centrais nucleares;
Ciência e tecnologia;
Combustíveis;
Comissão parlamentar de inquérito;
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq);
Empresas Nucleares Brasileiras S.A.;
Energia;
Energia nuclear;
Extração mineral;
Geologia;
Hidrelétricas;
Indústria;
Infância;
Petróleo;
Política nuclear;
Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares (TNP);
Urânio;
Usinas Nucleares;

Sumário

Entrevista: 09.02.2011

Arquivo digital em áudio 1: Infância; faculdade de geologia, mestrado e doutorado; entrada no Departamento Nacional de Produção Mineral; início do trabalho com a geomineração; entrada no Centro de Desenvolvimento e Tecnologia Nuclear (CDTN) ; acordos com a Alemanha; tecnologia de enriquecimento de prótons; tentativa de acordos com a Argentina; patrocínio político brasileiro; a CDTN; o CNPq; CPI de 1978; a Nuclebrás; Angra 2; comentários acerca do acordo de 1952 para prospecção de Urânio no Brasil; breve comentário sobre suas negociações como diretor da CDTN; relatos a respeito da descoberta da potencialidade exploratória da mina de Itataia em Santa Quitéria no Ceará; questionamentos do Itamaraty sobre a assinatura do tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares (TNP); as consequências da compra de centrífugas da Alemanha ; redefinição do trabalho das Indústrias Nucleares Brasileiras INB;

Arquivo digital em áudio 2: O TNP; indústrias Nucleares do Brasil; o preço de urânio e seu mercado; reestruturação da INB; níveis de urânio; mineração no Brasil; política nuclear brasileira; considerações sobre níveis de Radioatividade; relação entre Aramar e INB; breve consideração sobre Belo Monte; o Etanol; energia a carvão, o ciclo do petróleo.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados