ALCIDES DA CONCEICAO LIMA FILHO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LIMA FILHO, Alcides
Nome Completo: ALCIDES DA CONCEICAO LIMA FILHO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
LIMA FILHO, ALCIDES

LIMA FILHO, Alcides

*dep. fed. RR 1983-1987, 1989-1990.

Alcides da Conceição Lima Filho nasceu em Boa Vista, no dia 15 de abril de 1945, filho de Alcides da Conceição Lima e de Haydée Magalhães Lima.

Engenheiro agrônomo formado pela Universidade de Brasília (UnB), de volta à cidade natal tornou-se secretário executivo e diretor técnico da Associação de Crédito e Assistência Social e, posteriormente, técnico da Comissão de Financiamento da Produção. Nos anos seguintes trabalhou em Roraima, no Amazonas e em Rondônia, até ser eleito vereador de Boa Vista.

Concorrendo na legenda do Partido Democrático Social (PDS), no pleito de novembro de 1982 conquistou um mandato de deputado federal por Roraima, alcançando a maior votação do território. Titular da Comissão de Agricultura e Política Rural, integrou o grupo “Participação”, uma dissidência do PDS.

Filiado ao Partido da Frente Liberal (PFL), ausentou-se da sessão de 25 de abril de 1984, quando a Câmara apreciou a emenda Dante de Oliveira, que previa eleições diretas já para novembro daquele ano. Rejeitada a proposição — faltaram 22 para que o projeto pudesse ser encaminhado à apreciação pelo Senado — no Colégio Eleitoral reunido em 15 de janeiro de 1985 Alcides Lima Filho votou no candidato oposicionista Tancredo Neves, eleito presidente da República pela Aliança Democrática, uma união do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) com a dissidência do PDS abrigada na Frente Liberal. Doente, Tancredo não chegou a ser empossado, vindo a falecer em 21 de abril de 1985. Seu substituto foi o vice José Sarney, que já vinha exercendo interinamente o cargo desde 15 de março desse ano.

No pleito de novembro de 1986 Alcides Lima concorreu a uma vaga de deputado federal constituinte, obtendo uma suplência. Deixou a Câmara em janeiro de 1987, ao término da legislatura.

Em março foi nomeado para a Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Roraima, no governo de Getúlio Cruz (1985-1988). Retornou à Câmara dos Deputados substituindo Mozarildo Cavalcanti, que se tornara secretário de Saúde do mesmo governo, e exerceu o mandato de janeiro de 1989 a abril de 1990. Presidente do diretório regional do PFL, no pleito de outubro candidatou-se a uma vaga ao Senado, sem êxito.

Em 1992 implantou e dirigiu a Empresa de Desenvolvimento Urbano e Habitacional do município de Boa Vista.

No pleito de outubro de 1994, candidato a uma vaga na Assembléia Legislativa de Roraima em outubro de 1994, ainda pelo PFL, mais uma vez foi malsucedido. Dois anos depois transferiu-se para o Partido Progressista Brasileiro (PPB).

Formado em direito, em 1997 passou a advogar em Roraima e, no ano seguinte, a ministrar os cursos de instituições de direito e de teoria geral do processo na Universidade Federal de Roraima. Publicou Transferência de tecnologia — relacionamento extensionista/ produtor (1976) e Proposta para operacionalização de uma estratégia de ação e apoio para a promoção dos pequenos produtores de Rondônia (1979).

Casado com Maria Edna Leite Lima, teve quatro filhos.

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1983-1987); INF. BIOG.; Jornal do Brasil (6/5/86).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados