Clécio Luís Vilhena Vieira

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: LUÍS, Clécio
Nome Completo: Clécio Luís Vilhena Vieira

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

LUÍS, Clécio

*pref. Macapá 2013-2017; 2017-

 

Clécio Luís Vilhena Vieira nasceu em Belém no dia 8 de abril de 1972, filho da professora Ana Lúcia Vieira.

Mudou-se ainda jovem para a capital amapaense e formou-se em geografia pela Universidade Federal do Amapá (Unifap), sendo também policial civil. Foi ainda líder comunitário, líder estudantil e militante do movimento sindical.

Em 1998, assumiu, aos 26 anos, a Secretaria Estadual de Educação, no governo de João Capiberibe (1995-2002) do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

No ano de 2004, elegeu-se vereador de Macapá, na legenda do Partido dos Trabalhadores (PT). Deixou o PT no ano seguinte, no auge do escândalo do “mensalão”, e filiou-se posteriormente ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), que ajudou a fundar no estado.

Em outubro de 2006, concorreu ao governo do Amapá, na legenda do PSOL, obtendo 9.008 votos, 3,02% do total.

No ano de 2008, foi reeleito vereador de Macapá, na legenda do PSOL.

Em outubro de 2012, tendo como bandeira o combate à desigualdade social, disputou a eleição para prefeito de Macapá, novamente pelo PSOL e dentro da coligação “Unidade Popular”, formada pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB), Partido Popular Socialista (PPS), Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Partido da Mobilização Nacional (PMN), Partido Trabalhista Cristão (PTC) e Partido Verde (PV). No primeiro turno, conquistou 27,89% dos votos, com 56.947 votos. No segundo turno, contando também com o apoio do PSB, venceu, em 28 de outubro, as eleições, superando seu adversário Roberto Góes do PDT. Com isso, tornou-se o primeiro prefeito de uma capital filiado ao PSOL, empossado no cargo em 1º de janeiro de 2013.

Ao longo de seu mandato, Clécio Luís adotou parcerias público-privadas (PPPs) na política de regularização fundiária, e estabeleceu cortes, nos marcos da Lei de Responsabilidade Fiscal, gerando críticas da esquerda, por contradizer bandeiras levantadas pelo PSOL. O prefeito, em entrevista à revista Carta Capital em maio de 2014, defendeu-se, argumentando que a realidade local e a dimensão muito diferente dos problemas encontrados entre a região e as cidades do Sudeste, levavam à opções diferenciadas, mas que apesar isso o programa do partido não era fundamentalmente posto em cheque. Outro traço da administração foi a implantação do Congresso do Povo, denominação local ao programa de orçamento participativo.

Nos meses de junho e julho de 2013, Clécio Luís lidou com os protestos que tomaram a capital, assim como grande parte do país, em decorrência do movimento contra a alta da tarifa dos transportes iniciado pelo Movimento Passe Livre (MPL). Diante dos protestos, o prefeito decretou a redução da tarifa, após reduzir impostos municipais às empresas de transporte de passageiros.

Em 2014, apoiou a reeleição de Camilo Capiberibe, do PSB, ao governo do estado do Amapá. O socialista, contudo, foi derrotado por Waldez Góes, primo de Roberto Góes. Após a eleição, Clécio defendeu que as diferenças partidárias não comprometessem os investimentos do estado na capital.

No mês de setembro de 2015, anunciou sua desfiliação do PSOL, declarando na ocasião que buscava soluções para os problemas encarados por ele na capital, e que dependiam de articulações com outras frentes políticas e o governo federal.

Em 14 de dezembro do mesmo ano, compareceu a Brasília, junto com outros prefeitos, para encontrar-se com a presidente da República Dilma Rousseff. A ideia era a de prestar solidariedade e entregar um manifesto de apoio dos prefeitos, num contexto em que Rousseff encontrava-se ameaçada de processo de impeachment pela oposição política à direita.

No dia 24 de março de 2016, seguindo os passos do aliado e senador Randolfe Rodrigues, filiou-se à Rede Sustentabilidade (REDE), partido idealizado pela ex-senadora Marina Silva.

No dia 5 de maio de 2016, o prefeito assinou documentos, juntamente com Sérgio Lopes, secretário extraordinário de Regularização Fundiária na Amazônia Legal do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), transferindo ao município de Macapá 166 hectares de terras urbanas localizadas em terras da União, como parte do programa do governo federal “Terra Legal Amazônia”. De acordo com Clécio Luís, o próximo passo seria o cadastramento das famílias e a regularização dos lotes existentes na área transferida, sobretudo daqueles que praticavam a agricultura familiar.

Disputou a reeleição municipal em 2016, obtendo apoio do Democratas (DEM), tendo como vice uma pessoa daquele partido, Telma Nery. Clécio justificou a aliança argumentando que a coligação era fruto de “uma circunstância específica” para marcar oposição ao governador Waldez Góes (PDT), aliado do ex-presidente José Sarney.

No dia 30 de outubro do mesmo ano, reelegeu-se prefeito de Macapá, na legenda da REDE e na coligação “Pra Macapá Seguir em Frente”, formada pela REDE, pelo DEM, pelo Partido Pátria Livre (PPL), pelo Partido Social Cristão (PSC), pelo Partido Trabalhista do Brasil (PT do B), pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e pelo Partido Comunista do Brasil (PC do B), obtendo 123.808 votos, cerca de 60,50% dos votos. No pleito, superou Gilvam Borges, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). Tornou-se, assim, o primeiro prefeito de uma capital de estado pela REDE. Clécio afirmou que sua vitória era um recado do povo e definiu a saúde como área prioritária de sua nova gestão, iniciada formalmente em 1º de janeiro de 2017.

           Em janeiro de 2017, o prefeito e o promotor Moisés Pereira (PEN), novo secretário de educação, anunciaram a implantação da escola integral em Macapá, com base primeiramente numa experiência-piloto em uma das escolas municipais.

           Foi casado e teve duas filhas.

 

Bruno Marques e Inoã Pierre Carvalho Urbinati

 

FONTES: Portal da Carta Capital. Disponível em http://www.cartacapital.com.br/politica/clecio-luis-201ceu-nao-fui-para-o-psol-construir-o-pstu-do-b201d-4072.html. Acesso em 24/2/2017; Portal Eleições 2016. Disponível em: https://www.eleicoes2016.com.br/clecio-rede/. Acesso em: 24/2/2017; Portal Eleições UOL 2012. Disponível em https://eleicoes.uol.com.br/2012/noticias/2012/10/28/em-macapa-clecio-luis-vence-o-atual-prefeito-no-segundo-turno-e-garante-ao-psol-a-unica-prefeitura-de-capital.htm?mobile&width=280.8?debug. Acesso em: 24/2/2017; Portal Folha On Line. Disponível em http://eleicoes.folha.uol.com.br/folha/especial/2006/eleicoes/ap1.html. Acesso em 24/2/2017; Portal G1 Globo. Disponível em http://g1.globo.com/ap/amapa/eleicoes/2016/noticia/2016/10/clecio-luis-da-rede-e-reeleito-prefeito-de-macapa.html. Acesso em 24/2/2017 e http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2015/09/prefeito-de-macapa-deixa-o-psol-e-diz-buscar-relacoes-mais-amplas.html. Acesso em 24/2/2017 e http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2016/03/prefeito-de-macapa-anuncia-filiacao-rede-apos-seis-meses-sem-partido.html. Acesso em 24/2/2017 e http://macapa.ap.gov.br/50-transfer%C3%AAncia-de-terras-da-uni%C3%A3o-macap%C3%A1-recebe-t%C3%ADtulo-de-dom%C3%ADnio-definitivo?highlight=WyJsb3RlcyJd. Acesso em 24/2/2017; Portal Nexo. Disponível em  https://www.nexojornal.com.br/expresso/2016/10/31/Ex-petista-ex-socialista-e-pragm%C3%A1tico.-Quem-%C3%A9-o-primeiro-prefeito-eleito-pela-Rede-em-uma-capital. Acesso em 24/2/2017; Portal O Globo. Disponível em http://oglobo.globo.com/brasil/em-macapa-cidade-comandada-pelo-psol-ate-filhas-do-prefeito-protestam-8801289. Acesso em 25/2/2017; Portal Pauta News. Disponível em http://www.pautanews.com.br/2016/10/. Acesso em 25/2/2017; Portal Opinião Macapá. Disponível em https://opiniaoamapa.wordpress.com/2013/07/16/reducao-do-preco-das-passagens-em-macapa-e-uma-conquista-do-povo/. Acesso em 25/2/2017; Portal Ponto de Pauta. Disponível em https://pontodepauta.wordpress.com/2013/04/08/macapa-representantes-da-populacao-comporao-o-congresso-do-povo/. Acesso em 24/2/2017; Portal R7. Disponível em http://noticias.r7.com/eleicoes-2016/amapa/clecio-luis-se-reelege-prefeito-de-macapa-30102016. Acesso em 24/2/2017; Portal Seles Nafes. Disponível em http://selesnafes.com/2017/01/novo-secretario-de-educacao-de-macapa-anuncia-escola-de-tempo-integral/. Acesso em 24/2/2017 e http://selesnafes.com/2016/07/bandidos-invadem-residencia-do-prefeito-de-macapa-e-rendem-a-mae-dele/. Acesso em 25/2/2017; Portal da Veja. Disponível em http://veja.abril.com.br/politica/quem-sao-os-candidatos-a-prefeitura-de-macapa/. Acesso em 24/2/2017.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados