JOSE EVILASIO TORRES

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: TORRES, Evilásio
Nome Completo: JOSE EVILASIO TORRES

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TORRES, EVILÁSIO

TORRES, Evilásio

*dep. fed. AL 1954.

 

José Evilásio Torres nasceu em Viçosa (AL) no dia 20 de setembro de 1908, filho do fazendeiro Sebastião Cardoso Torres e de Laura Fragoso Torres. Seu bisavô Apolinário Ribeiro Pereira Torres era coronel e senador. Seus primos Guilherme Palmeira e Sezerdelo de Barros Correia foram, respectivamente, deputado federal e governador, e deputado estadual, federal e secretário da Fazenda.

Estudou no Liceu Alagoano em Maceió e se formou pela Faculdade de Direito de Recife em 1933.

Jornalista e professor, foi prefeito de sua cidade natal no período 1931-1934. No pleito de outubro de 1934 foi eleito deputado estadual assumindo no início de 1935, permanecendo no cargo até novembro de 1937, quando o golpe do Estado Novo fechou todas as casas legislativas do país. Promotor público de 1939 a 1941, neste ano tornou-se secretário da prefeitura de Viçosa, permanecendo no cargo até 1944. No ano seguinte, voltou a ocupar a prefeitura da cidade.

Deputado estadual na legislatura 1947-1951, no pleito de outubro de 1950 concorreu a uma vaga para deputado federal, pelo Partido Social Trabalhista (PST), obtendo apenas a suplência. Exerceu o mandato de 9 de agosto a 30 de novembro de 1954. Nas eleições de 1954 e 1958 tentou uma vaga para Assembléia Legislativa, pelo Partido Social Progressista (PSP), não obtendo êxito. Em 1957 foi diretor do Departamento da Segurança Pública e diretor-geral do Departamento Estadual de Educação. No ano seguinte tornou-se diretor-geral do Departamento Estadual de Estatística. Entre 1958 e 1959, no governo de Sebastião Muniz Falcão, foi secretário do Interior, Justiça e Segurança Pública. Neste último ano, ocupou o cargo de secretário de Educação e Saúde, além de procurador-geral do estado de Alagoas.

Após se afastar da vida política continuou se dedicando à procuradoria, aposentando-se em 1962. Desde então, dedicou-se a atividades agropecuárias em sua fazenda em Viçosa (AL).

Faleceu em Maceió no dia 30 de dezembro de 1993.

Era casado com Francisca Pimentel Torres, com quem teve seis filhos. Um dos seus filhos, Flavius Torres, foi prefeito de Viçosa na gestão de 1982 a 1988 e depois de 1992 a 1995.

Publicou Álbum do centenário de Viçosa.

 

FONTES: CÂM. DEP. Deputados brasileiros. Repertório (1946-1967); INF. Mônica Torres.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados