MONTEMOR, Edinho

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: MONTEMOR, Edinho
Nome Completo: MONTEMOR, Edinho

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
DUARTE, Mariângela

MONTEMOR, Edinho

* dep. fed. SP 2003-2007.

 

Edgard Montemor Fernandes nasceu em Mirassol (SP) no dia 7 de junho de 1956. Nos anos 1960, mudou-se com a família para São Bernardo do Campo (SP).

Em 1976, ingressou na Faculdade de Direito SBCampos.

Em 1985, filiou-se ao Partido Socialista Brasileiro (PSB). Entre 1985 e 1987, foi secretário do diretório municipal da agremiação em São Bernardo do Campo. Em 1987, deixou do PSB para ingressou no Partido Liberal (PL), atual Partido da República (PR). Em 1991, saiu do PL para aderir ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) e, dois anos depois, elegeu-se vereador em São Bernardo do Campo. Em 1996, desvinculou-se do PTB para, no ano seguinte, regressar ao PSB. Na legenda do partido, reelegeu-se vereador por duas vezes consecutivas. No início dos anos 2000, foi secretário de Esportes da cidade

Nas eleições de 2002, candidatou-se a deputado federal por São Paulo nela legenda do PSB, obtendo uma suplência. Entre 2002 e 2004, foi secretário municipal da prefeitura de São Bernardo do Campo e, em 2003, ganhou o título “Cidadão SBC” da Câmara Municipal.  Em 2005 assumiu o mandato de vereador em São Bernardo do Campo pela quarta vez consecutiva. No pleito de outubro de 2006, foi eleito deputado federal por São Paulo na legenda do PSB. Renunciou ao mandato de vereador e em fevereiro de 2007 tomou posse na Câmara dos Deputados. Foi membro da comissão permanente de Turismo e Desporto, de março de 2005 a março de 2006, e das comissões especiais sobre nepotismo e tarifas de telefonia fixa a partir de 2005 e adição de farinha de mandioca no ano seguinte.

Em entrevista ao jornal O Globo, em 22 de maio de 2005, afirmou que “se a pessoa emprega um parente competente, que trabalhe, não vejo por que criticar. Minha esposa trabalha comigo há 14 anos, não escondo de ninguém. Tem que haver transparência, e o eleitor é que deve julgar”. Em 2006/2007, tornou-se réu na ação penal n.° 414, em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) que investigava sua responsabilidade em um loteamento construído irregularmente em São Bernardo do Campo.

No pleito de 2008, candidatou-se a vice-prefeito de São Bernardo do Campo, na chapa de Orlando Morando, numa coligação do PSB com o PSDB. Na apuração dos votos, os candidatos da chapa governista, Orlando Morando, do PSDB, e Edinho Montemor, do PSB, perderam as eleições para os candidatos da oposição, Luís Marinho, do Partido dos Trabalhadores (PT), e Frank Aguiar, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

 

Miliandre Garcia

 

FONTES: Portal Câmara dos Deputados; Portal Supremo Tribunal Federal; FSP (13/03/2005); O Globo (22/05/05); Diário Legislativo (13/10/2005); Globo.com (31/01/2007; 03/08/2008); Diário do Grande ABC (28/04/2009); Portal São Bernardo F.C. (29/06/2009); Repórter Diário (18/06/2009).

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados