NOEL DE CARVALHO NETO

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: CARVALHO, Noel de
Nome Completo: NOEL DE CARVALHO NETO

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
CARVALHO, NOEL DE

CARVALHO, Noel de

*const. 1987-1988; dep. fed. RJ 1987-1988.

Noel de Carvalho Neto nasceu em Resende (RJ) em 5 de março de 1943, filho de Augusto Pinheiro de Carvalho e de Adriana Marchesine de Carvalho. Seu pai foi por duas vezes prefeito de Resende.

Cursou até o segundo grau, tendo concluído seus estudos em São Paulo. Iniciou sua carreira política em novembro de 1976, quando se elegeu prefeito de Resende pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB) — partido de oposição ao regime militar instaurado em abril de 1964.

Após o fim do bipartidarismo, em novembro de 1979, e a conseqüente reorganização partidária, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que sucedeu o MDB. Em setembro de 1980, com os prefeitos e vereadores do país, teve o mandato prorrogado por dois anos por deliberação do Congresso. Em meados de 1982, desincompatibilizou-se para candidatar-se à Câmara dos Deputados em novembro. Obtendo apenas uma suplência, transferiu-se mais tarde para o Partido Democrático Trabalhista (PDT).

Em 1986, representou o prefeito do Rio, Saturnino Braga, também do PDT, no encontro, em Barcelona, dos prefeitos de cidades que no ano 2000 teriam cerca de seis milhões de habitantes. Eleito deputado federal constituinte em novembro de 1986, iniciou o mandato em fevereiro do ano seguinte.

Na Assembléia Nacional Constituinte, foi titular da Subcomissão da Questão Urbana e Transporte, da Comissão da Ordem Econômica, e suplente da Subcomissão de Tributos, Participação e Distribuição das Receitas da Comissão do Sistema Tributário, Orçamento e Finanças. Nas principais votações do período, pronunciou-se a favor do presidencialismo, da nacionalização do subsolo, da estatização do sistema financeiro, da unicidade sindical e da estabilidade no emprego. Votou contra a pena de morte e o mandato de cinco anos para o presidente José Sarney e absteve-se nas votações das propostas de legalização do aborto, de criação de um fundo de apoio à reforma agrária e de desapropriação da propriedade produtiva. Após a promulgação da nova Carta em 5 de outubro de 1988, continuou no exercício de seu mandato ordinário como deputado federal.

Em novembro seguinte, voltou a eleger-se prefeito de Resende. Sua cadeira na Câmara foi ocupada pelo suplente Doutel de Andrade. Empossado na prefeitura em 1º de janeiro de 1989, exerceu o cargo até 31 de dezembro de 1992, sendo sucedido pelo também pedetista Augusto Leivas, seu vice.

De fevereiro de 1993 a abril de 1994, foi secretário de Educação do Estado do Rio, no segundo governo Leonel Brizola (1990-1994). Lançado pré-candidato ao governo em março de 1994, retirou seu nome em apoio ao ex-prefeito de Campos Anthony Garotinho. Realizada a convenção, foi indicado para compor a chapa como vice. No segundo turno, Garotinho foi derrotado por Marcelo Alencar, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).

Novamente candidato à prefeitura de Resende em outubro de 1996, foi derrotado pelo deputado estadual Eduardo Mehoas, do Partido Socialista Brasileiro (PSB). Em outubro de 1998, elegeu-se deputado estadual. Licenciou-se em outubro de 1999 para assumir a Secretaria de Agricultura do estado.

Entre idas e vindas, devido às licenças e constantes mudanças de cargo, Noel de Oliveira foi reeleito como deputado estadual em 2002, e, posteriormente, foi eleito para mais um mandato, cujo início se deu em 2007. Sua presença foi marcante, tendo em vista sua filiação partidária, convergir com a do governo, o levando a ser um dos líderes da ALERJ. Apesar do mandato recém-iniciado, assumiu, em Janeiro de 2007, a Secretaria de Habitação, a convite do Governador do Estado, Sérgio Cabral. Seu nome chegou a ser citado quanto a um suposto envolvimento com bicheiros, a fim de financiar campanha  Após dois anos, retornou ao Legislativo, em Janeiro de 2009.

Casou-se com Iaci Costa de Carvalho, com quem teve dois filhos.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório (1987-1988); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. Nova; Globo (3/9/93 e 13/9/94); INF. BIOG.; TRIB. SUP. ELEIT. Dados (1998).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados