PINTO, PAULO DE BONOSO DUARTE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PINTO, Paulo de Bonoso Duarte
Nome Completo: PINTO, PAULO DE BONOSO DUARTE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PINTO, PAULO DE BONOSO DUARTE

PINTO, Paulo de Bonoso Duarte

*militar; comte. I DN 1978-1979; comte.-em-ch. Esq. 1979-1981.

 

Paulo de Bonoso Duarte Pinto nasceu em Paris no dia 21 de novembro de 1923, filho de José Duarte Pinto e Araci de Bonoso Duarte Pinto.

Ingressou na Escola Naval em março de 1940 e graduou-se em 1943. Ocupou vários cargos, entre eles o de chefe da divisão de informação da Escola de Guerra Naval (EGN), comandante do contratorpedeiro Bracuí e do navio-petroleiro Presidente Floriano, comandante do corpo de aspirantes da EGN; chefe da 2ª seção de relações públicas da comissão especial da força militar brasileira destacada para apoiar a intervenção na República Dominicana em 1965; chefe do estado-maior do V Distrito Naval (DN), comandante do navio-escola Custódio de Melo; comandante do Centro de Instrução Almirante Graça Aranha; comandante naval de Manaus; diretor da Escola Naval e diretor de portos e costas.

Assumiu o comando do I DN, sediado no Rio de Janeiro, em substituição ao vice-almirante Nílton Braga de Faria, em abril de 1978. Substituído pelo vice-almirante Alfredo Karam em maio do ano seguinte, nesse mesmo mês foi nomeado comandante-em-chefe da Esquadra brasileira em substituição ao vice-almirante Nílton Braga de Faria. Substituído pelo vice-almirante Artur Ricart da Costa em 1981, foi promovido a almirante-de-esquadra e designado diretor-geral de material da Marinha. Em dezembro desse ano foi nomeado comandante de operações navais, chefia que ocupou até sua ida para a reserva em 1984.

Presidente do Clube Naval por três biênios, entre 1985 e 1993 exerceu diversos cargos na Petrobras, entre os quais o de superintendente-geral do Departamento de Transportes. Nesse período, foi membro do conselho de administração da Petroquímica União.

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 10 de julho de 1993.

Era casado com Meri de Albuquerque Duarte Pinto, com quem teve duas filhas. Uma delas, Maria Luísa, casou-se com Fernando Antônio Salgado Henning, filho de Geraldo Henning, comandante do II DN (1969-1972) e do I DN (1972-1973) e ministro da Marinha (1974-1979).

 

FONTES: Estado de S. Paulo (1/4/81); Globo (3/4 e 31/12/81); INF. MERI DE ALBUQUERQUE DUARTE PINTO; Jornal do Brasil (20/4/78, 5/5/79).

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados