PRESTES, LINEU

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: PRESTES, Lineu
Nome Completo: PRESTES, LINEU

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
PRESTES, LINEU

PRESTES, Lineu

*reitor USP 1947; pref. São Paulo 1950-1951; sen. SP 1957-1958.

 

Lineu Prestes nasceu em Avaré (SP) no dia 30 de setembro de 1896, filho de João Prestes de Morais e de Ana Prestes de Morais.

Estudou no Ginásio Macedo Soares, formando-se em 1916 pela Escola de Farmácia e Odontologia de São Paulo e, em 1928, pela Faculdade de Direito de São Paulo. Comissionado nesse ano pelo governo paulista no Instituto Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, ainda em 1928 retornou a São Paulo e iniciou suas atividades no magistério superior na condição de assistente de química toxicológica e biologia na Escola de Farmácia e Odontologia, função que exerceria até 1934. De 1931 a 1932 cursou a Faculdade de Filosofia de São Bento (SP), concluindo ainda, neste último ano, o curso de doutorado na Faculdade de Direito de São Paulo.

Nomeado em 1934 professor catedrático de química analítica e bromatológica da Faculdade de Farmácia e Odontologia, tornou-se diretor dessa faculdade durante a interventoria de Ademar de Barros em São Paulo (1938-1941). Em 1947 tornou-se reitor da Universidade de São Paulo e, em 1950, foi nomeado pelo então governador Ademar de Barros (1947-1951) prefeito da capital do estado, em substituição a Asdrúbal da Cunha. Ocupou o cargo até o ano seguinte, quando foi substituído por Armando de Arruda Pereira.

Nesse ínterim em outubro de 1950, elegeu-se suplente do senador paulista César Lacerda de Vergueiro na legenda da coligação formada pelo Partido Social Progressista (PSP) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Ainda em 1951 tornou-se membro do Conselho Superior das Caixas Econômicas Federais, onde permaneceria até 1958. Com a morte de César Vergueiro em janeiro de 1957, ocupou uma cadeira no Senado a partir do mês seguinte.

Foi também diretor do serviço de química do Departamento de Lepra e chefe da secretaria do Laboratório Estadual de Análises Químicas da Inspetoria de Nutrição. Pertenceu ainda à Sociedade de Farmácia e Química, à Sociedade Brasileira de Farmacêutica e à Academia Nacional de Farmácia.

Faleceu no dia 20 de agosto de 1958, em pleno exercício de seu mandato no Senado.

Era casado com Iracema Prestes, com quem teve um filho.

Publicou Da análise e eliminação da cocaína e da morfina pela saliva, nos casos clínicos de cocainomania e morfinomania (1936) e Da fundação e sua administração no direito pátrio.

 

 

FONTES: COUTINHO, A. Brasil; Encic. Mirador; LEITE, A. História; MELO, L. Dic.; Personalidades; SENADO. Relação.

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados