ROSA FILHO, QUERUBIM

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: ROSA FILHO, Querubim
Nome Completo: ROSA FILHO, QUERUBIM

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
TENENTE-BRIGADEIRO-DO-AR CHERUBIM ROSA FILHO

ROSA FILHO, Querubim

* militar; min. STM 1989-1996

 

 

                Querubim Rosa Filho nasceu em Sorocaba (SP), no dia 11 de setembro de 1926, filho de Querubim Rosa e de Isabel Rolim Rosa.

Ingressou na antiga Escola de Aeronáutica do Campo dos Afonsos, no Rio de Janeiro, então Distrito Federal, durante a II Guerra Mundial. Cadete do ar em abril de 1945 foi declarado aspirante a oficial em 1948, e classificado no 1º Grupo de Aviação de Caça na base aérea de Santa Cruz, o chamado Senta a Pua, que combateu na Itália. Nesse período, passou de aspirante-estagiário a piloto operacional, depois comandante de Esquadrilha, comandante de Esquadrão e, finalmente, instrutor

Graças à experiência adquirida, de 1955 a 1959 serviu no Parque de Material de São Paulo, no Campo de Marte – um dos mais importantes da época – onde se dedicou a vôos de experiência em aeronaves revisadas. Já com a patente de capitão aviador freqüentou os cursos de oficial de suprimento e de treinamento integrado da força aérea dos Estados Unidos. Em 1960 foi designado para organizar um curso de suprimento técnico na Escola de Oficiais Especialistas da Aeronáutica, em Curitiba.

Instrutor da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais da Aeronáutica, sediada na base aérea de Cumbica, em São Paulo (1961-1964), e depois piloto de aeronaves B-26, no 5º Grupo de Aviação de Natal (RN, 1964-1968),  atuou como instrutor convidado da Força Aérea Americana, no Panamá (1968-1970). 

De 1971 a 1974 construiu, organizou e foi o primeiro comandante da base de Santa Maria (RS),  que permitiu o desdobramento da Força Aérea Brasileira no Cone Sul, dando apoio a operações especiais.

Integrante do corpo permanente da Escola Superior de Guerra (1974-1975), chefe do estado-maior do Comando de Transporte Aéreo (1976-1977), chefe do estado-maior do Comando Aerotático (1977-1978), oficial de operações do Comando Geral do Ar (1978), foi promovido a brigadeiro-do-ar em 1979, sendo designado para a 1ª subchefia do Estado-Maior da Aeronáutica. Em 1980, já na 2ª subchefia, responsável pelo planejamento militar, estudou e atualizou a doutrina e a estratégia da FAB.

Comandante da Academia da Força Aérea (1981-1982), foi promovido a major-brigadeiro e exerceu a diretoria de administração de Pessoal da Aeronáutica (1983-1984), até substituir o major-brigadeiro Jorge José Carvalho na chefia  do III Comando Aéreo Regional, sediado no Rio de Janeiro (1984-1985). Designado para a  vice-chefia do Estado-Maior da Aeronáutica em 1985, e promovido a tenente-brigadeiro-do-ar, tornou-se diretor-geral do departamento de Pesquisas e Desenvolvimento, que englobava o Centro Técnico Aeroespacial, o Instituto Tecnológico de Aeronáutica, os centros de lançamento de mísseis da Barreira do Inferno e de Alcântara, e a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate, responsável junto com a EMBRAER pelo Programa AM-X, em consórcio com a Força Aérea Italiana.

Chefe do Comando-Geral do Ar (1986-1989) e do Estado-Maior da Aeronáutica (1989), foi nomeado pelo presidente José Sarney para o Superior Tribunal Militar em novembro de 1989. Tendo participado das comissões que estudaram a competência das Auditorias, a Lei de Organização Judiciária Militar, o cerimonial e o regulamento da Ordem do Mérito Judiciário Militar, a atualização do Código Penal Militar e normas do Direito de Guerra, exerceu a presidência do STM no biênio 1993/1995, aposentando-se por limite de idade em  setembro de 1996.

Casado com  Dilza Braga Rosa, teve uma filha.

 

Fontes: SUP. TRIB. MIL.  Diretoria de Documentação e Divulgação.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados