SAAD, JOSE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: SAAD, José
Nome Completo: SAAD, JOSE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:

SAAD, José

*sen. GO 1998-1999.

José Saad nasceu em Formosa (GO) no dia 13 de agosto de 1925, filho de Rachid Saad e Alzira Saad.

Estudou no Colégio Mackenzie, em São Paulo, e graduou-se em administração pública e administração de empresas pela Associação de Educação Unificada do Distrito Federal, em Brasília.

Entrou para a política filiando-se à União Democrática Nacional (UDN), legenda pela qual obteve seu primeiro mandato como prefeito de Formosa (1962-1966). Também industrial e pecuarista, fundou, em 1962, o Banco Rural, tornando-se seu presidente.

Com a decretação do Ato Institucional nº 2 (AI-2) de 27 de outubro de 1965, e a posterior instauração do bipartidarismo, filiou-se ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao regime militar instaurado no país em abril de 1964, e pelo qual foi novamente eleito à prefeitura de Formosa em novembro de 1972. Assumiu o mandato em janeiro do ano seguinte e, em 1974, deixou a presidência da Companhia de Melhoramentos do Planalto, função que exercera por mais de 15 anos. Concluiu sua segunda gestão como prefeito em janeiro de 1977.

Após o fim do bipartidarismo em novembro de 1979, filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), agremiação que sucedeu ao MDB. Pela nova legenda, elegeu-se mais uma vez prefeito de sua cidade natal no pleito de novembro de 1982. Empossado em fevereiro seguinte, teve depois o mandato prorrogado por dois anos, em virtude da decisão do Congresso Nacional de desvincular as eleições municipais dos pleitos estaduais. Deixou com isso o Executivo de Formosa somente em dezembro de 1988. Também no mesmo ano, tornou-se secretário do entorno de Goiás junto ao Distrito Federal, função que exerceria até 1993.

No pleito de outubro de 1990, compôs como suplente de Onofre Quinan a chapa vitoriosa do PMDB goiano ao Senado. Em 1996, durante a gestão do governador Maguito Vilela (1995-1998), tornou-se membro do Conselho Fiscal das Centrais Elétricas de Goiás, posto que ocuparia por três anos. Prestou também assessoria política ao governo do estado nos dois últimos anos do mandato de Vilela. No mesmo período, durante a gestão de Íris Resende (1997-1998), também chefiou a assessoria parlamentar do Ministério da Justiça junto ao Congresso Nacional.

Com o falecimento de Onofre Quinan em janeiro de 1998, assumiu sua vaga e foi efetivado no Senado Federal, participando dos trabalhos legislativos como titular da Comissão de Assuntos Econômicos, Fiscalização e Controle. Dois meses depois, votou a favor do destaque à reforma administrativa do governo federal que instituiu o fim da estabilidade no serviço público por insuficiência de desempenho ou por excesso de gastos com pessoal.

No pleito de outubro de 1998, integrou mais uma vez a chapa vencedora do PMDB ao Senado, desta vez como suplente de Maguito Vilela. Concluiu o mandato em 31 de janeiro de 1999. Em seguida, tornou-se membro, como funcionário, da 3ª Secretaria do Senado.

Faleceu em setembro de 2000, em decorrência de complicações renais.

Em 2003, o deputado Pedro Chaves apresentou o projeto de lei nº 2.655 que denominava Rodovia José Saad o trecho da BR –020 desde a divisa entre o Distrito Federal e Goiás até a divisa entre Goiás e a Bahia. Em agosto de 2005 o projeto foi aprovado pela Comissão de Viação e Transportes, da Câmara dos Deputados e em seguida votada e aprovada pelo plenário daquela Casa.

José Saad era casado com Ivone Saad, com quem teve três filhos.

FONTES: CURRIC. BIOG; INF. BIOG.; Olho no voto/Folha de S. Paulo (29/9/98); SENADO. Internet.

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados