SADIE RODRIGUES HAUACHE

Ajuda
Busca

Acervos
Tipo
Verbete

Detalhes

Nome: HAUACHE, Sadie
Nome Completo: SADIE RODRIGUES HAUACHE

Tipo: BIOGRAFICO


Texto Completo:
HAUACHE, SADIE

HAUACHE, Sadie

*const. 1987-1988; dep. fed. AM 1987-1991.

Sadie Rodrigues Hauache nasceu em Itacoatiara (AM) no dia 1º de fevereiro de 1932, filha de Abdul Razac Hauache e de Joaquina Rodrigues Hauache.

Jornalista e empresária do setor de comunicações, em 1969 tornou-se proprietária da TV Ajuricaba de Manaus. Em 1970 ingressou na Faculdade de Comunicação Social da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), bacharelando-se em 1973. Ligada à comunidade árabe, ingressou na política filiando-se ao Partido Democrático Social (PDS), em cuja legenda disputou uma vaga no Senado pelo seu estado nas eleições de novembro de 1982, mas não conseguiu se eleger. Em 1985, vendeu sua emissora de televisão.

Com o surgimento do Partido da Frente Liberal (PFL) em janeiro desse ano, resultante de uma dissidência do PDS, a Frente Liberal, que unindo-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) formou a Aliança Democrática e apoiou a candidatura vitoriosa de Tancredo Neves à presidência da República no Colégio Eleitoral, Sadie Hauache filiou-se a essa agremiação. Voltou a concorrer a cargo eletivo no pleito de novembro de 1986 e conseguiu se eleger deputada federal constituinte pelo Amazonas em sua nova legenda. Assumindo sua cadeira na Câmara dos Deputados em 1º de fevereiro do ano seguinte, nesse mesmo dia foi instalada a Assembléia Nacional Constituinte (ANC), na qual passou a integrar, como titular, a Subcomissão de Defesa do Estado, da Sociedade e de sua Segurança da Comissão da Organização Eleitoral, Partidária e Garantia das Instituições e, como suplente, a Subcomissão da Ciência e Tecnologia e da Comunicação da Comissão da Família, da Educação, Cultura e Esportes, da Ciência e Tecnologia e da Comunicação.

Sua atuação na ANC esteve sempre de acordo com o Centrão, coalizão suprapartidária que reunia parlamentares conservadores, da qual foi uma das fundadoras. Durante os trabalhos de elaboração da Constituição, votou a favor da pena de morte, da unicidade sindical, do presidencialismo, das férias com um terço a mais do salário e do mandato de cinco anos para o então presidente José Sarney (1985-1990). Foi contra o rompimento de relações diplomáticas com países com política de discriminação racial, a remuneração 50% superior para o trabalho extra, o turno ininterrupto de seis horas, a estatização do sistema financeiro, o limite de 12% para os juros reais e a jornada semanal de 40 horas.

Com a promulgação da nova Constituição em 5 de outubro de 1988, passou a exercer somente o seu mandato ordinário. Concorreu à reeleição em outubro de 1990, sempre pelo PFL, mas obteve apenas a segunda suplência. Deixou a Câmara dos Deputados no fim de janeiro de 1991, quando se encerraram o seu mandato e a legislatura. Não voltou a concorrer nos pleitos de 1994 e 1998.

Nas eleições de outubro de 2002, voltou a concorrer ao cargo de deputada federal pelo estado do Amazonas, desta vez na legenda do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), mas não teve êxito.

Casou-se com Khaled Ahmed Hauache, com quem teve quatro filhos.

FONTES: ASSEMB. NAC. CONST. Repertório. (1987-1988); COELHO, J. & OLIVEIRA, A. Nova; TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. Resultado das eleições. (Disponível em: http://www.tse.gov.br/eleicoes/resultados; acessado em: 23/10/2009)

 

Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados