Gelson Fonseca Junior

Entrevista

Gelson Fonseca Junior

Entrevista realizada no contexto do projeto "Luiz Felipe Lampreia", desenvolvido com financiamento da Souza Cruz, através da Lei Rouanet de incentivo fiscal do Ministério da Cultura, entre julho de 2008 e junho de 2009. O projeto visa à constituição de um banco de entrevistas audiovisuais com o ministro Luiz Felipe Lampreia e pessoas indicadas por ele, além de completar o tratamento técnico do seu arquivo pessoal, doado ao CPDOC. A escolha do entrevistado se justifica por sua atuação como Cônsul do Brasil em Madrid e como representante permanente do Brasil junto à ONU.
Forma de Consulta:
Entrevista em texto disponível para download.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Matias Spektor
Data: 27/10/2008
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h6min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Gelson Fonseca Junior
Nascimento: 6/9/1946; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Direito.
Atividade: Cônsul do Brasil em Madrid; representante permanente do Brasil junto às nações unidas. Livros: a legitimidade e outras questões internacionais; temas de política externa brasileira. Conselheiro e sócio individual do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri).

Equipe

Levantamento de dados: Matias Spektor;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Matias Spektor;

Transcrição: Lia Carneiro da Cunha;

Conferência da transcrição: Lucas Andrade Sá Corrêa;

Técnico Gravação: Fernando de Mello Cardenas;

Sumário: Lucas Andrade Sá Corrêa;

Temas

Carreira diplomática;
Celso Amorim;
Conselho de Segurança da ONU;
Diplomacia;
Eleições presidenciais;
Fernando Collor de Mello;
Fernando Henrique Cardoso;
Governo Fernando Collor (1990-1992);
Governo Fernando Henrique Cardoso (1995-1998);
Governo Fernando Henrique Cardoso (1999-2002);
Impeachment de Collor;
Intelectuais;
José Guilherme Merquior;
Kosovo;
Luiz Felipe Lampreia;
Organização das Nações Unidas;
Palácio Itamaraty;
Relações internacionais;
Timor Leste;

Sumário

Entrevista: 27/10/2008

Arquivo em áudio 1: O primeiro contato do entrevistado com Fernando Collor de Mello e o convite a ocupação do cargo de assessor diplomático de seu governo (1990-1992); comentários acerca dos briefings com os candidatos à Presidência da República, nas eleições de 1989; as funções do entrevistado enquanto assessor diplomático do Presidente Collor; a atuação como escritor dos discursos do Presidente; a preocupação de Collor com seus discursos; as mudanças realizadas pelo Governo Collor; menção ao discurso de posse de Collor; a relação de Collor com o diplomata José Guilherme Merchior; comentários acerca do impeachment de Collor; a relação com Fernando Henrique Cardoso; o convite para trabalhar como presidente da Fundação Fernando Gusmão (Funag); a organização de um estudo sobre o Itamaraty e o tema: Política externa no mundo em transformação, com participação de intelectuais internacionais como Manuel Castells e Anthony Giddens; o trabalho como assessor diplomático de Fernando Henrique Cardoso e comparações com o trabalho realizado com Fernando Collor de Mello; menção as discussões sobre política externa entre Fernando Henrique e seus assessores Sergio Amaral, Luciano Martins e Vilmar Faria; a relação entre Fernando Henrique e Luiz Felipe Lampreia; a trajetória e a influência de Lampreia na política externa dos Governos Fernando Henrique Cardoso; o trabalho como representante do Brasil na Organização das Nações Unidas; comentários sobre a carreira de Celso Amorim e sua atuação como representante do Brasil na ONU; comentários acerca da atuação da ONU Timor Leste e a posição do Brasil sobre a questão; as diferenças entre Celso Amorim e Luiz Felipe Lampreia; a posição acerca da Reforma do Conselho de Segurança da ONU: diferenças de conjuntura e atitudes entre o entrevistado e Celso Amorim; atuação dos membros não-permanentes no Conselho de Segurança da ONU; a relação dos Governos Fernando Henrique Cardoso com as Nações Unidas; a relação do entrevistado enquanto embaixador representante do Brasil na ONU, o Departamento de Organismos Internacionais e o Departamento de Nações Unidas; observações acerca das estratégias e condições do envio de tropas brasileiras a outros países, menção ao caso do Kosovo, entre outros.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados