Ricardo Rotemberg

Entrevista

Ricardo Rotemberg

Entrevista realizada no contexto do projeto “Memórias do Pronasci”, desenvolvido pela Fundação Getulio Vargas, através da FGV Projetos, em convênio com o Ministério da Justiça, entre agosto de 2008 e setembro de 2009. O projeto resultou na formação de um banco com cerca de 25h de entrevistas e um livro sobre o tema. O principal objetivo é registrar a memória das políticas públicas no Brasil contemporâneo, tomando por base experiências inovadoras da gestão do Estado. Está norteado por duas clivagens: o processo político (governo, agentes de segurança pública e representantes da sociedade civil - quem concebeu e/ou recebeu o Pronasci) e o processo técnico (o trabalho realizado pelo Ministério da Justiça e o monitoramento da FGV - ressaltando as técnicas e soluções empregadas).
Forma de Consulta:
Entrevista publicada em livro.
Referência completa: Segurança e cidadania: memórias do Pronasci: depoimentos ao Cpdoc/FGV/ Marieta de Moraes Ferreira e Ângela Britto (Orgs.).- Rio de Janeiro:Editora FGV, 2010.516p.:il.

Tipo de entrevista: Temática
Entrevistador(es):
Marieta de Moraes Ferreira
Angela Britto da Cunha
Data: 29/10/2009
Local(ais):
Rio de Janeiro ; RJ ; Brasil

Duração: 1h57min

Dados biográficos do(s) entrevistado(s)

Nome completo: Ricardo Rotemberg
Nascimento: 7/9/1957; Rio de Janeiro; RJ; Brasil;

Formação: Graduado em Economia; Pós-graduado em Gestão do Meio Ambiente.
Atividade: Subsecretário de Relações Institucionais, Convênios e de Capacitação de Recursos da Casa Civil (na época da entrevista).

Equipe

Levantamento de dados: Marieta de Moraes Ferreira;Angela Britto da Cunha;
Pesquisa e elaboração do roteiro: Marieta de Moraes Ferreira;Angela Britto da Cunha;

Técnico Gravação: Marco Dreer Buarque;

Sumário: Katherine Nunes de Azevedo;

Temas

Abertura política;
Armamentos;
Assuntos familiares;
Ciência e tecnologia;
Cinema rádio e televisão;
Economia;
Eduardo Paes;
Esportes;
Estado e sociedade;
Estrutura urbana;
Formação acadêmica;
Formação profissional;
Governo estadual;
Governo federal;
Governo municipal;
Habitação;
Juventude;
Leonel Brizola;
Meio ambiente;
Ministério da Cultura;
Movimento estudantil;
Mulher;
Narcotráfico;
Partido Democrático Trabalhista - PDT;
Partido Verde - PV;
Políticas públicas;
Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania;
Projetos sociais;
Repressão política;
Rio de Janeiro (cidade);
Roberto Saturnino Braga;
Tarso Genro;
Trajetória política;
Turismo;

Sumário

Entrevista: 29/10/2009

Formação acadêmica; origens familiares: comentários sobre a relação do pai com o avô; a repressão que sofreu devido ao seu envolvimento no movimento estudantil; o fim do grupo estudantil com a abertura política; a ida para o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o apoio a candidatura de Brizola, em1982; a entrada na área pública com a coordenação da campanha para prefeito de Saturnino Braga (PDT); a sua candidatura para vereador em 1988, pelo PDT; a colaboração pelo governo do Estado nas conferências do “Rio 92” e sua mudança para temas referentes ao meio ambiente; o cargo de vice - presidente da Fundação Estadual de Engenharia e Meio Ambiente- Feema, por dois anos; o trabalho como subprefeito da área da Lagoa, Rio de Janeiro; a saída do PDT para ser candidato a vereador pelo Partido Verde-PV; o cargo na Subsecretaria de Captação de Recursos da prefeitura no governo do então prefeito Eduardo Paes e o envolvimento como o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania-Pronasci; a função como gestor do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM); comentários sobre os investimentos feitos pela prefeitura do Rio de Janeiro na infraestrutura da cidade; a importância do Pronasci para articular o diálogo entre diferentes secretarias; as áreas que a prefeitura atua junto ao Pronasci; os projetos sociais desenvolvidos nas comunidades; a necessidade de capacitação permanente entre as mulheres e os jovens; a importância dos cursos profissionalizantes; a relação entre a esfera federal, estadual e municipal nos territórios; o projeto “Praça da Juventude” criado pelo Ministério dos Esportes; os problemas enfrentados pela prefeitura para a implementação de programas culturais junto ao Ministério da Cultura; os projetos culturais na área do cinema, esportes e tecnologia; os planos estruturantes: habitação, compra de armas não letais, câmeras para a vigilância; as inspetorias legais; o acesso oferecido aos guardas municipais ao projeto “Bolsa-Formação”; a sua atuação no GGIM: supervisionar os projetos e integrar as atividades de todas as secretarias; a divisão de recursos nos Estados; a necessidade de aproveitar o potencial turístico do Rio de Janeiro a fim de gerar empregos para os jovens; os pontos positivos e negativos do Pronasci; a boa receptividade da população frente aos programas; a relação entre a presença do Estado e o recuo do tráfico; a perspectiva do entrevistado em relação aos resultados benéficos em longo prazo para a sociedade...................................pp.321-338.
Para enviar uma colaboração ou guardar este conteúdo em suas pesquisas clique aqui para fazer o login.

CPDOC | FGV • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil
Praia de Botafogo, 190, Rio de Janeiro - RJ - 22253-900 • Tels. (21) 3799.5676 / 3799.5677
Horário da sala de consulta: de segunda a sexta, de 9h às 16h30
© Copyright Fundação Getulio Vargas 2009. Todos os direitos reservados